A Marcar na Agenda #8

Ideias para um fim-de-semana cultural

Texto por Porto Fashion Makers Team
Opinião A Marcar na Agenda
Quinta, 31 de Julho de 2014, 15:39h

Exposição: "God Save the Portuguese Fanzines"

© Júlio Dolbeth

Com a curadoria de Paula Guerra, Júlio Dolbeth e Pedro Quintela, a exposição focada na produção portuguesa de fanzines inaugurou, ontem, dia 9 de Junho, na galeria de ilustração Dama Alfita. Esta é apenas uma das várias iniciativas integradas na conferência “Keep it simple, Make it fast! Underground music scene and DIY cultures”, realizada entre dia 9 e 11 de Julho em diversos pontos da cidade como a Faculdade de Belas Artes e a Casa da Música. God Save the Portuguese Fanzines estará patente na Dama Aflita até dia 20 de Julho, mas vale a pena dar uma espreitadela já este fim-de-semana.

 

Supper Club Mania

 

© Coração Alecrim, Filipa Alves

Já não é novidade nenhuma que o Porto anda entusiasmado com a onda dos seus supper clubs. E para este fim-de-semana estão agendados três. Namban Oporto Kitchen, de que aqui já falamos, “Os Pratos em Volta” e “Jantares da Lua” são os seus nomes. Todos partem do mesmo conceito, reunir desconhecidos, em eventos esporádicos, onde o seu elo de ligação é a comida e uma mesa partilhada. O primeiro de carácter japônes vê a sua próxima edição esta sexta-feira dia 11 de Julho. “Os Pratos em Volta” regressa, passados nove meses de inactividade, e mais uma vez a S.P.O.T irá exercer a sua tão fantástica capacidade de exonerar espaços esquecidos da cidade, transformando-os temporariamente em algo novo. Aqui os interessados são convidados a inscreverem-se num jantar cujo local e menu são surpresa, apenas o saberão no próprio dia por mensagem. "Jantares da Lua" tem a sua segunda edição já este, sábado dia 12 de Julho. Organizado pela loja Coração Alecrim no seu o magnifico jardim,  desta vez o menu será preparado por Hugo Dunkel, co-fundador das conversa quinzenais da Glote e entusiasta da cozinha. Pena dizer que todos estes supper clubs têm lugares limitados e as reservas, com algum tempo de antecedência são necessárias (pode ser que ainda haja algum lugar disponível, não custa tentar). No entanto, fica aqui a dica, vale apena ficar atento ao feed rezando pela vinda das próximas edições.

 

"Mapeamento, Memória, Política"

© Luís Palma

Inaugura hoje, dia 10 de Julho, a exposição de fotografia de Luís Palma, ‘Mapeamento, Memória, Política’ na Galeria da Fundação EDP. As obras apresentadas nesta exposição, patente até dia 19 de Outubro, refletem sobre questões como a importância do objeto recordado e a relação entre política e paisagem. O projecto conta com fotografias, fotografias em caixas de luz e vídeos que constituem um ensaio e uma reflexão sobre a memória individual e coletiva da sociedade e do mundo. Luís Palma, entre muitos outros prémios e exibições, conta com um livro editado com o seu projecto “Territorialidade”, que foi selecionado pela PhotoEspaña como “O Melhor Livro do Ano”.