Ecologia Urbana

Rebobinar para avançar

Texto por Noocity
Opinião Think Piece
Segunda, 30 de Março de 2015, 15:25h

Vivemos num mundo globalizado e, no improvável caso de ainda não ter dado conta disso, sites como o flightradar24 permitem uma visão agoniante do globo.

Nos dias de hoje, podemos acordar com um café Colombiano em Nova York, almoçar sushi em Londres e acabar a noite com uma Marguerita em Moscovo. Tudo isto enquanto damos um scroll entediado na nossa timeline, espiando a aldeia global pelo canto do olho.  

'Ainda assim, a par desta azáfama global, parece andar no ar uma 'ode ao antigamente', com vontade de dar um passo atrás e voltar às raízes, mais além da Mercearia Gourmet de estética Vintage'.

 

© Brooklyn Grange, Sovina, Des Produits D'ici Cuisinés Ici

 

Encontramos pelo mundo ideias e projetos que querem valorizar a produção local de alimentos, que pretendem reaproximar o rural do urbano e que tentam redefinir hábitos e processos de produção e consumo, de acordo com uma nova relação com o tempo e bem-estar. 

Slow food, produtos biológicos, kits de DIY para produzir mostarda, cerveja ou yogurt artesanal e supermercados que reutilizam embalagens ou abdicam delas, são alguns exemplos. 

'Este in loco da alimentação e a crescente preocupação com a origem e proximidade dos alimentos é uma das grandes foodtrends para este ano'.

Na cidade do Porto, também já se encontram exemplos desta nova lógica de produção e consumo local. Para além dos mercados biológicos e das hortas comunitárias, a horta biológica no terraço do restaurante do chefe Pedro Lemos apresenta-se como um projeto pioneiro.

 

© Noocity / Terraço do Chef Pedro Lemos 

 

Com recurso às soluções para hortas urbanas criadas pela start-up portuense Noocity Ecologia Urbana, o chef encontra agora um terraço repleto de rabanetes, couves, tomates e nabos, à disposição da cozinha e da sua imaginação.

O mesmo acontece no 19º piso do Hotel D.Henrique, onde o sistema de horta com sub-irrigação - a Noocity Growbed - já produz as ervas aromáticas necessárias ao consumo diário da cozinha do 17º Restaurante&Bar.

 

© Noocity /19º piso do Hotel D.Henrique

 

A aldeia global está longe de um futuro risonho mas é inegável o surgimento de um movimento de iniciativas e empresas com impacto e ação local que apostam em produtos e processos de fabrico mais sustentáveis e ricos.