Moda x Decoração

Uma experiência completa de lifestyle

Texto por Eliana Macedo - PFM Team
Opinião Think Piece
Quinta, 28 de Abril de 2016, 01:06h

A moda e a decoração estão intimamente ligadas e sempre se influenciaram mutuamente, mas nunca estiveram tão próximas. Há cada vez mais designers de moda a expandir a sua visão em linhas de homeware, e são várias as marcas de moda a incorporar produtos de mobiliário e decoração nas suas coleções.

A COS apresentou, recentemente, os novos produtos da colaboração com o atelier de design HAY. Candeeiros, tapetes, pastas de documentos e outras peças de estacionário, em tons de rosa, verde e azul, foram desenhados para satisfazer o gosto sofisticado, moderno e funcional do consumidor da marca de vestuário.

 

© Urban Outfitters e Cos x Hay

 

Outros exemplos, como a Urban Outfitters, a Anthropologie e a GoodHood, oferecem ao seu consumidor uma experiência completa de lifestyle, com base na identidade e valores da marca. Muito mais do que vestuário e acessórios, nestas lojas o consumidor pode encontrar uma curadoria de marcas e produtos representativos dos seus gostos e interesses - incluindo mobiliário, iluminação, decoração, discos, livros e revistas especializadas.

 

Esta sinergia teve origem nos anos 90, quando as marcas de moda começaram a desenvolver produtos complementares e a diversificar a sua oferta.

 

Ao incorporar linhas de mobiliário e decoração nas suas coleções, marcas como a Fendi e a Versace expandiram o seu core business e abriram o caminho para uma nova era do retalho.

 

© Anthropologie e Almada 13

 

Com a entrada das marcas no lifestyle retail e com a progressiva democratização do fashion homeware, a experiência de consumo ganhou uma nova e desafiante dimensão. Focadas no modo de vida e necessidades do consumidor, as marcas de moda começam a expandir a sua oferta e dedicam-se a promover, mais do que produtos, experiências de lifestyle.

 

O sucesso do fashion homeware relaciona-se, precisamente, com o facto do consumidor procurar os mesmos valores de design e de qualidade no momento de vestir e no ambiente que o envolve.

 

Num tempo cada vez mais digital e conectado por ‘likes’ e ‘partilhas’, nunca foi tão fácil saber o que o consumidor deseja. Conscientes desta oportunidade, as marcas apostam na criação de moods representativos do gosto e aspirações do seu público-alvo, recebendo feedback em tempo real, através do Instagram, Facebook e Pinterest.

 

© The Feeting Room e GoodHood

 

O conceito de lifestyle retail está a ser importado para o Porto por lojas como a Coração Alecrim, a The Feeting Room, a Scar ID e a Almada 13. Para além de apostarem na qualidade e irreverencia do design português, estas concept stores reúnem uma seleção de peças dedicadas a um consumidor urbano e atento às tendências, que procura autenticidade, qualidade e sofisticação em todos os aspectos da sua vida.